NÃO SE COMPARE!!

Atualizado: 2 de jun. de 2020

Um erro muito comum cometido por quem estuda para concursos é o da comparação. Erro que acontece tanto com iniciantes quanto com pessoas que já estudam há mais tempo. Basta uma olhada em perfis de pessoas que também estudam que o desespero aparece! Como aquela pessoa sabe tanto? Como ela consegue guardar tanta informação? Como ela consegue explanar de forma tão clara um conteúdo tão denso?


Ora, veja bem: estudar para concurso é diferente de estudar para ensinar. Você estuda para passar em uma prova, não para ser professor de uma disciplina qualquer. A comparação com aquele fenômeno das redes sociais nunca vai ser benéfica. Ficar assustado quando em um cursinho aparecem os “cantadores de matéria”, aqueles alunos que ficam falando antes do professor, não vai ajudar em nada. Calma, tenha em mente que, enquanto alguns gostam de impressionar demonstrando conhecimento (na maior parte das vezes, superficial), outros estão focados, aprendendo a matéria exatamente como ela é cobrada por uma banca, aprendendo a fazer questões para acertar o máximo possível e ter o nome cravado em um diário oficial.


Não se compare a ninguém, não se assuste achando que não sabe nada quando tiver contato com alguém bom de oratória. Cansei de fazer provas e, antes de entrar na sala, ver gente comentando matéria, discutindo pontos aprofundados dos conteúdos. E o mais curioso é que nunca esbarrei com nenhuma dessas pessoas lá nos cursos de formação. Prossiga, destrua a banca, detone a prova, engula as questões anteriores. Faça isso e depois é “Ctrl-F” buscando seu nome nos rankings e nos diários oficiais.


Victor Rosa - Consultor Elitte

23 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Em minha experiência enquanto psicanalista, me deparei inúmeras vezes com sujeitos que vivenciavam o processo de estudar para concurso público, alguns já empregados, com família, outros ainda almejand

Caminhos