PRIMEIRAS COMPRAS

Sei que muita gente, quando se imagina tomando posse, exercendo o cargo e, principalmente, recebendo os primeiros salários, pensa em grandes compras, grandes aquisições. “Vou comprar o carro da marca x”, “vou fazer uma viagem para o exterior”, “vou ter um celular top”. São algumas das primeiras pretensões. Normal, cada um sabe e sonha com suas coisas.


Nunca fui de grandes sonhos materiais. Nunca fui da turma do carrão, das roupas de marca apenas, das viagens glamorosas. Mas tinha um sonho, uma vontade, que apenas se tornaria realidade quando eu tivesse um bom salário batendo certinho na conta todo mês. Não era e não é (pois ainda realizo o mesmo sonho até hoje!) um sonho caríssimo, mas é um sonho com imenso valor.


Meu desejo era de ir a um supermercado com minha mãe e lotar o carrinho de compras. Os carrinhos, aliás. A primeira vez que consegui fazer isso está na minha memória até hoje, tenho certeza que na memória dela também.


Tivemos uma infância bem pobre. As idas aos mercados eram pontuais, apenas para comprar produtos básicos e específicos. Não havia dinheiro sobrando para comprar “bobeiras”. Não íamos a um mercado sem antes saber se tinha promoção nos produtos que precisávamos. A vida era dura, mas ia mudar. E mudou.


A primeira ida, com calma, foi assim. Mãe escolhia um produto, um sabonete, por exemplo, pegava 5. Eu ia lá e colocava mais 20. Escolhia um biscoito, pegava 2, eu colocava mais 10 no carrinho. E assim fomos rodando as gôndolas. Carrinhos lotados. Produtos de limpeza, guloseimas, tudo que ela nunca tinha comido e que tinha vontade.


Lembro, ainda, que coloquei as compras na sala de casa, em sacolas, e saí para resolver alguma coisa na rua. Quando voltei, lá estavam as compras, todas empilhadas, em cima do sofá, da mesa, parecendo um joguinho de Lego, para eu ver. E a mãe exibia, com orgulho, a “notinha quilométrica”, como ela costuma dizer. Arrisco dizer que ela tem essa notinha guardada até hoje em casa, um troféu para lembrar que tudo deu certo.


E você? Qual vai ser seu primeiro desejo realizado quando bater na sua conta o primeiro salário como servidor público?





Victor Rosa

146 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Em minha experiência enquanto psicanalista, me deparei inúmeras vezes com sujeitos que vivenciavam o processo de estudar para concurso público, alguns já empregados, com família, outros ainda almejand

Caminhos